quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Atenção na terceirização da Arena da Fonte

Aprovada pela Câmara de Vereadores no final de novembro o projeto de lei elaborado pelo poder Executivo feito no popular "toque de caixa" estabelece a terceirização da Arena da Fonte, tendo como principal objetivo abrir processo licitatório, que deve acontecer até o final de janeiro de 2012, para que empresas possam administrar o estádio livrando assim a administração municipal do fardo financeiro na ordem de R$80mil mensais.

Sem entrar no mérito da alternativa encontrada pela ala do governo para aliviar os gastos públicos, com a concessão do patrimônio para gestão e exploração comercial, diz a lenda que o projeto assegurará a prioridade de Ferroviária na utilização do espaço.

Mas afinal como se dará essa condição?
O fato é que o próximo passo será desenvolver o edital contendo as cláusulas contratuais que dirão e definirão os direitos de uso da Arena da Fonte pelos times da Ferroviária, isto é, as categorias de base, o feminino e o masculino profissional. Esperasse também que constem também para uso prioritário em jogos oficiais e amistosos bem como treinamentos e uso das dependências do estádio como iluminação, placas de publicidade, vestiários, sistema de som e etc.

Onde mora o perigo?
Em nenhum momento até agora foi dito que quem redigirá a cláusula afeana será a própria AFE ou pelo menos se ela será consultada, assim fica a impressão de que os responsáveis pelo futuro grená serão as pessoas da prefeitura municipal designadas para a elaboração do edital, talvez desprovidas de conhecimentos técnicos sobre o futebol e das necessidades do clube.

Fica aqui minha sugestão e apelo aos vereadores, deputados e prefeito municipal para que a direção grená seja inserida na definição do espoco que lhe cabe. Já chegam os anos de desgastes e ruídos enfrentados ficando sempre o dito pelo não dito, as incertezas e reclamações no uso da Arena da Fonte pela AFE, até porque sem a Ferroviária de Araraquara, um dos grandes patrimônios araraquarenses, esse estádio não tem nenhuma serventia.

Peço também ao comando grená que se manifeste e se resguarde, ou seja, descreva suas necessidades e as divulgue na imprensa pois como diz o ditado "quem cala consente"

Nenhum comentário:

Postar um comentário